Escrevendo um blog - minha nova maneira de me conhecer

Este título pode parecer um pouco profundo. "Como um blog pode me ajudar a enfrentar uma crise?" alguns perguntariam. "Afinal, eu só estou escrevendo alguns textos e tentando atrair alguns seguidores e ver no que dá." Eu também pensei assim, e talvez ainda pense.


Mas a verdade é que eu realmente decidi começar um blog para saber do que sou capaz. Visualize minha situação: sou uma mulher de 32 anos com um filho de 5 anos. Acabei de sair de um casamento de 10 anos com meu primeiro namorado. Sempre fui do tipo submissa, ou seja, decidíamos coisas juntas, mas a palavra final era na maioria das vezes dele.

Também sempre tentei ser a filha obediente e prestativa, ou seja, fazia o que me mandavam. Aí você pensa :"nossa, que vida chata". Não tiro sua razão. Minha mentalidade não se encontra em toda esquina e eu entendo, no hard feelings.


Mas agora se coloque em minha situação onde eu tenho que começar a tomar decisões por minha própria conta e risco. Ainda peço conselhos de amigos achegados, mas a verdade é que eu me sinto perdida, pois nunca fiz o que eu queria, mas o que as pessoas esperavam de mim. Já aconteceu isso com você? Bem vinda ao meu time.

Sei que há várias mulheres nesta situação hoje. Talvez situações até mais difíceis e devastadoras. Mas eu pensei: por que não compartilhar minhas experiências e criar um ambiente para conversar sobre estes assuntos?


Você é solteira e não pensa e se casar? Ótimo! Me conte como tem feito para ganhar seu espaço neste mundo tão concorrido onde nós, mulheres, temos que (provar) que somos tão boas quanto (ou talvez melhores) do que os homens no mercado de trabalho.

É casada e vive feliz? Como você curte seus momentos em família e não deixa ser monótono?


Quer falar de outra coisa que te interessa? Vivi na Europa por quase 10 anos (não, não sou rica), sei falar inglês e holandês fluente e quero aprender coreano e francês. Coreano? Amo a cultura asiática e sou apaixonada por doramas.


Como pode ver estou me encontrando, ou talvez já tenha me encontrado. Amo compartilhar o que sei e também aprender. Acho que um é consequência do outro. Então, que tal fazer parte deste cantinho onde podemos conversar sobre talvez tudo (sim, pois não sou especialista em nada, a não ser no que a vida me ensina) e de quebra nos distraímos um pouco?


Com amor,

Gabriela




Você chegou a um momento de sua vida onde você não sabe o que fazer? Eu decidi começar um blog. Por quê? Venha conferir
Escrevendo um blog - minha nova maneira de me conhecer